segunda-feira, 23 de junho de 2008

Alergia ao trabalho

Você é como eu que quando chega domingo à noite já vai dando um cansaço, um desanimo, uma tristeza? Agora já temos uma desculpa melhor do que a preguiça. O problema e alergia.

Muitos casos de asma, rinite e dermatite alérgica de contato são causados pelas condições do ambiente de trabalho. Porém, grande parte destas doenças não é diagnosticada como tal. Um dos transtornos mais freqüentes e pouco conhecidos no ambiente de trabalho é a rinite ocupacional, uma inflamação da mucosa nasal que causa coceira, secreção, obstrução e espirros.

Outro transtorno constante é a asma, inflamação dos brônquios que causa cansaço, falta de ar, tosse, sensação de sufocação e ruídos no tórax. Nos dois casos, os sintomas são provocados por um agente externo ao organismo e presente no ambiente de trabalho. A rinite e a asma ocupacionais podem ter os mesmos agentes causadores. Os especialistas calculam que entre 76% e 92% das pessoas com asma ocupacional sofrem de rinite. Por outro lado, calcula-se que 60% dos casos de asma causados pela exposição a substâncias com peso molecular alto são precedidos por rinite.

Quanto ao tratamento, os especialistas recomendam que os pacientes evitem ficar expostos a ambientes que possam hospedar os agentes causadores, ou seja não vá trabalhar. Assim, a medicação antialérgica (na rinite) e antiinflamatória junto aos broncodilatadores (na asma) pode ser usada como tratamento intermediário enquanto é feito o diagnóstico ou se os sintomas persistirem, ainda que o paciente esteja evitando a exposição.

Fonte

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade