sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Briga de emos

Ta certo que o dia do Emo foi comemorado pela Blogosfera foi no dia 24 de setembro. Mas lembrei de uma historinha sobre emo que aconteceu comigo só hoje (na verdade ontem mas só escrevi hoje).

Certo domingo fomos, minha esposa, minha filha e eu, em uma praça da cidade para que minha filha pudesse brincar um pouco nos brinquedos que tem lá.

O local é bem agradável com muitas árvores, um laguinho, local para exercícios e brinquedos para as crianças. Passeando com minha família vi que havia um grupo de emos tocando violão, apesar de achar eles uns tanto estranhos não dei bola e continuei o passeio.

Certa hora já de saco cheio de empurrar o balanço consegui convencer minha filha a irmos para casa (claro que ela me fez comprar um monte de doces para que não fosse embora aos berros).

Foi neste momento que chegou um Senhor, que eu já tinha visto por ali também empurrando um balanço, e me perguntou se eu tinha uma celular para emprestar:

- Tenho! Por que?
- É que eu sou policial e tem uns elementos ali que estão roubando, brigando e usando drogas.

Dei o celular então ele foi em direção ao grupo de emos, falei para minha esposa ir lavar as mãos da minha filha que eu ia ver ser o cara não fugia com meu celular.

Quando cheguei lá ele já tinha conseguido ligar para a policia e falava o seguinte:

- Aqui é o policial fulano de tal eu peguei uns elementos aqui na praça perturbando o local usando drogas e cometendo furtos.

“Elementos? Perturbando o local?” – Pensei é policial mesmo.

Nisso ele chega perto de um Emo e uma Ema* enquanto o policial ainda falava ao telefone, os dois estava discutindo.
O Emo:
- Seu guarda essa vadia me bateu e eu sou “de-me-nor”!

Pensei putz será que todo emo é gay mesmo? E a ema* só dizia:

- Cala a boca se não e te bato de novo!

E nesse momento chegou outro emo com toda aquela vestimenta típica e lascou:

- Ai seu “poliça” eu vi TU-DO! E ele é de menor mesmo ela não pode bater nele!

Não é que o outro emo também é boiola! Pensei eu. Nisso o policial tinha chamado o camburão, mas ainda não tinha me devolvido o telefone. Eu fiquei ali esperando e pensando se o tempo fechar vou deixar os três se grudarem um tempo e só depois tento separar, afinal ia ser fácil separar é só segurar cada um pela granja e da tudo certo. Mal deu tempo de eu pensar e a ema salta para cima do emo com unhas e dentes (eu que achava que eles não eram disso). E o emo que tava apanhando novamente só dizia:

- Olha ela! Olha ela seu “poliça”! Ai ai para!

Não deu tempo dela terminar o serviço e o outro emo um pouco mais velho separa os dois o policial segura ela pelos braços, nisso a viatura já estava chegando (se fosse eu que tivesse chamado estava esperando até agora), então ele me devolveu o telefone e levou os três para o camburão.

Obs: não tirei fotos pois o policial estava com meu celular

* Ema = Emo fêmea

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

Catarino disse...

Como história pitoresca é muito boa, na real não deve ter sido agradável ver pessoas brigando.
Vim desejar ao amigo um ótimo final de semana.

Maikão disse...

kkk.. muito bom!!

Em outro blog vi fotos das EMA's, são extremamente lindas!

Agora meu pesames ao rapazes, xorões ! huauhauha.. que meus filhos não sigam esse tipo de tribo. Muito emotivo, que acaba levando o garoto ao mundo homosexual.

Rodrigo disse...

Pois é Catarino contando assim até parece que foi engraçado mas não foi muito agradável estando ali ao vivo, principalmente por minha esposa e filha estarem por perto.

Rodrigo disse...

É Maikão esta ema boxeadora não deixava a desejar não, pena que minha câmera estava com o policial. Mas quanto a seu filho seguir esta tribo, teu um filho ou filha é um risco que se corre.

Anônimo disse...

Comentario sem nehuma graça.
Qual o problema de ser EMO????
E ainda gay?
Cada pessoa tem livre escolha, se cada um reseitar essa escolha o Mundo viveria bem melhor.
A unica coisa que lhe digo, ninguem esta sujeito a nao passar essas coisas no futuro, nao esqueça, tens uma filha pequena, e ela cresce.

Rodrigo disse...

Pois é anônimo não foi uma piada foi um fato.
Não vejo problema nenhum em ser emo, gay ou até mesmo os dois. O problema nesta história, presenciado por mim, foi o fato de eles (os emos) estarem usado droga em plena luz do dia e perturbando o a paz de quem estava na praça. Isso eles não tem o direito, alias ninguém tem o direito de perturbar a paz alheia, quando a eles serem gays isso eu achei curioso pois pensava que era somente pegação de pé entre grupos, tipo punks, metaleiros, etc.
Quanto ao futuro de minha filha, isso só dependerá dela e escolhas que ela fizer na vida, não tenho domínio sobre a vida de ninguém, nem mesmo minha filha ou esposa. A única coisa que posso fazer hoje e enquanto estiver vivo é educar e aconselhar fora isto não tenho poder nenhum.
Um abraço e obrigado pela visita e comentário,

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade